// Postado Por: Alysson Borges //: quinta-feira, 28 de maio de 2015
































A nova temporada de "Digimon", chamada de "Digimon Adventure Tri", tem sido esperada por vários fãs da franquia em todo o mundo.

No entanto, parte deles ficaram divididos em relação aos novos desenhos dos personagens, feitos por Atsuya Uki. Alguns fãs não aprovam tais mudanças, enquanto outros enxergam essa nova etapa como um crescimento.

Descontentes com tal situação, um grupo criou uma petição dirigida a Toei Animation, no site Chance.org, pedindo que os desenhos atuais fossem restaurados e que ficassem mais fiéis aos personagens originais de "Digimon Adventure", e que Uki não fosse incluído como designer nesta nova produção da franquia.


Alguns fãs até criaram suas próprias versões, mostrando sua insatisfação perante ao novo design. No entanto, nem todos os fiéis seguidores de "Digimon" criticaram os desenhos. Alguns elogiam e consideraram o trabalho de Uki, dizendo que os novos gráficos realmente os deixaram com aparências mais velhas e não se importaram com as tais alterações.

"Digimon Tri" vai trazer o protagonista Tai com 17 anos e prestes a terminar o ensino médio. O anime será uma série de OVAs - como os japoneses chamam séries de anime televisivas spin-offs, que não possuem relevância significativa com a série principal -, dividida em seis partes.


A primeira, intitulada “Saikai” ("Reunião", em português), estreia no dia 21 de novembro mundialmente. Antes, o projeto havia sido anunciado como uma série para TV, mas neste caso o anime irá ao ar diretamente na internet e para o mercado de vídeo.

O projeto serve para comemorar os 15 anos da série clássica. No Brasil, "Digimon" fez muito sucesso quando exibido na Globo, em 2000. O anime marcou uma geração e foi alvo da mais forte e intensa divulgação de um desenho animado no país.

Além disso, é até hoje o anime com direitos mais caros da história da emissora carioca: foram pagos, na época, 800 mil reais, um absurdo até os dias de hoje para um seriado ou desenho, custando o dobro do que normalmente custava naqueles tempos.

Fonte: http://natelinha.ne10.uol.com.br

Deixe Um Comentario.

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments