Archive for Dezembro 2015



Prince of Stride introduz personagens do anime, através de um vídeo promocional, divulgado esta quarta-feira, pelo website oficial da série que adapta o jogo otome da Kadokawa. O vídeo antevê ainda o tema opening do anime, “Strider’s High” da banda OxT.

Prince of Stride introduz Personagens em Vídeo Promo:




A série Prince of Stride Alternative, vai estrear no canal AT-X no dia 5 de janeiro. Irá ainda para “o ar” nos canais Tokyo MX, Sun TV, KBS Kyoto, TV Aichi e BS11.


Prince of Stride introduz Personagens em Vídeo Promo











Fonte: Anime News Network

Prince of Stride introduz Personagens em Vídeo Promo

//quinta-feira, 10 de dezembro de 2015
//Postado Por: Alysson Borges
 


Após quase meio ano antes do 10º aniversário do popular manga de fantasia negra, Kuroshitsuji (Black Butler), a Square Enix, em colaboração com o autor Yana Toboso, começaram a lançar produtos especiais na sua e-STORE. As pré-encomendas começaram a ser aceites e a venda dos mesmos está agendada para 18 de novembro.


10 aniversario Kuroshitsuji extras tiras


Esta linha especial de produtos incluiu um conjunto de sete tiras de borracha para um saco. Projetadas para se parecerem com pequenas garrafas, cada tira é formada por uma cor diferente e possuiu uma personagem chibi diferente em cada uma delas. As sete tiras representam o mordomo demoníaco Sebastian Michaelis, o seu jovem mestre Ciel Phantomhive, o trapaceiro Grim Reaper (Undertaker), o extravagante e cruel Grell Sutcliff, o rigoroso William T. Spears, o descontraído Ronald Knox e Charles Grey. Os que pré-encomendarem as tiras receberão ainda, uma tira especial com um design ainda desconhecido.


Merchandise do Décimo Aniversário de Kuroshitsuji
10 aniversario Kuroshitsuji extras relogio sebastian

10 aniversario Kuroshitsuji extras cartas

10 aniversario Kuroshitsuji extras peluche


Juntamente com as tiras, podem também encomendar uma réplica do relógio de bolso do Sebastian, um conjunto de cartas e até o peluche Bitter Rabbit criado a partir do sketch de Toboso. Todos os que encomendarem da e-STORE do Square Enix ou Animate irão receber um embrulho especial e um poster, como prendas especiais.











Fonte: Anime News Network
Tag :


O antecipado videojogo da Bandai Namco Entertainment, Naruto Storm 4 divulgou gameplay, na passada segunda-feira, no qual apresenta Naruto, Sasuke e Sakura em combate contra Obito.


Naruto Storm 4 divulga Gameplay com Trio Protagonista:




Relembramos que, Naruto Shippūden: Ultimate Ninja Storm 4 irá apresentar o maior número de lutadores na história da série Storm. O elenco do jogo inclui personagens desde o embate entre Hashirama vs Madara, assim como personagens de The Last -Naruto the Movie-. O jogo irá, também, recrear a Guerra Mundial Shinobi.
A Bandai Namco Entertainment vai lançar o jogo para a PlayStation 4, Xbox One e PC, no Japão a 4 de fevereiro, na Europa a 5 de fevereiro e a América do Norte a 9 de fevereiro.


Naruto Storm 4 divulgou Gameplay com Trio Protagonista










Fonte: Anime News Network

Tag :



Depois da introdução de Duke Inuarashi no capítulo 808 e das revelações por ele feitas, o capítulo seguinte recheou-nos de surpresas e novos elementos narrativos que nos deixam a “salivar” por mais Zou.
Eis que, ao chegar ao último painel do revitalizante capítulo 809, aparecem as temidas palavras “One Piece fará um interregno na próxima edição.”
A verdade é que tenho pena mas, por outro lado, fico aliviado e feliz se estes intervalos mais regulares sejam a forma de “impor” ao mestre Eiichiro Oda o descanso que ele necessita para continuar a sua ode.
One Piece regressa na 3º edição de 2016 da revista da Shueisha, Weekly Shonen Jump.

One Piece Capítulo 810 adiado – Anúncio
One Piece Capítulo 810 adiado












Fonte: ptAnime
Tag :


Quem cresceu na década de 90 e teve o prazer de acompanhar a falecida Rede Manchete sabe o poder influenciador que os animes podem ter em nossas vidas. Responsável por apresentar o gênero aqui no Brasil, a emissora trouxe para cá animações como Os Cavaleiros do Zodíaco, Yu Yu Hakusho, Shurato e Super Campeões, além dos inúmeros “Tokusatsus” – aquelas séries de origem japonesa, como Jaspion e Jiraiya.
Mas foram os animes um dos responsáveis por criar a forte ligação existente entre o Ocidente e o Oriente, e deixar “raízes profundas” no gosto de algumas pessoas. Uma prova disso é a quantidade de gente que até hoje acompanha as animações japonesas e gasta incontáveis horas assistindo à várias séries ao mesmo tempo.


Animes, animes, animes e animes...

Publicidade

Motivações

 

O tema tem ganhado cada vez mais destaque nos últimos tempos por causa de uma série de fatores. A chegada de serviços competentes de streaming de animações japonesas – uma espécie de “Netflix dos animes” –, como o Crunchyroll e o Daisuki, é um dos principais. Porém, a estreia gratuita de Saint Seiya: Soul of Gold, uma nova saga para Os Cavaleiros do Zodíaco, também deu o que falar.
Por conta disso tudo, resolvemos preparar uma lista com algumas recomendações de animes a que vocês deveriam assistir. A seleção é pessoal e contempla séries que não são tão populares assim. Afinal, quem gosta e já acompanha animações japonesas não vai querer ver uma matéria sugerindo opções tradicionais, como Dragon Ball, Pokémon, One Piece, Naruto, Bleach e outros que já fazem parte da lista dos otakus.

1. Gungrave

 

Apresentando a temática que flerta com o conceito atual de máfia, Gungrave conta a história de dois amigos de infância, Brandon Heat e Harry MacDowell, que vivem uma vida sofrida na parte pobre de uma cidade. Os dois se associam à organização criminosa “Millenion”, mas ambos têm propósitos diferentes nessa empreitada.


Gungrave.


O anime foi baseado em um jogo de PlayStation 2 desenvolvido e publicado pela Red Entertainment em 2002. Os acontecimentos acabam colocando os amigos de infância em conflito, ao mesmo tempo em que o gênero sci-fi começa a se fazer presente.
  • Episódios: 26
  • Status: concluído

2. Death Note

 

 

Traduzido para “Caderno da Morte”, Death Note conta a história de Light Yagami, um jovem de 17 anos que é considerado o melhor estudante do Japão. Entediado com sua vida e completamente em desacordo com a forma como o mundo está organizado, Light vê a chance de mudar tudo isso ao encontrar um caderno com o poder surpreendente de matar aquele cujo nome for escrito em suas páginas.


Death Note.


A história também apresenta um dos personagens mais carismáticos e icônicos que existe: L, o detetive que procura o responsável pelos assassinatos. Death Note apresenta uma trama recheada de estratégias e acontecimentos muito bem pensados. É uma série curta, ideal para aqueles que não gostam muito de enrolação.
  • Episódios: 37
  • Status: concluído

3. Shingeki no Kyojin

 

 

Apesar de já ser relativamente popular, Shingeki no Kyojin merece destaque exatamente por causa do sucesso que alcançou entre os fãs de anime e mangá. Bastante conhecido por seu título em inglês – Attack on Titan –, a trama se passa em um futuro apocalíptico em que a raça humana foi dizimada por Titãs colossais que se alimentam de pessoas por puro prazer.


Shingeki no Kyojin.


Porém, um grupo sobrevivente mora em uma cidade coberta por muros igualmente gigantescos para se proteger dos ataques dos Titãs. O foco inicial da história é em Eren Yaeger, sua irmã adotiva, Mikasa Ackerman, e seu amigo de infância, Armin Arlert, que se tornam militares para combater a ameaça dos gigantes depois de alguns acontecimentos tensos. Anime obrigatório para aqueles que se dizem amantes dessa arte.
  • Episódios: 25
  • Status: em produção

4. Samurai Warriors

 

 

Um dos presentes da falecida Rede Manchete para os brasileiros, Samurai Warriors foi um dos vários animes de sucesso aqui no Brasil na época em que a emissora ainda estava viva. Diferente do que aconteceu com diversas animações japonesas, seu mangá foi escrito depois do desenho.


 
Samurai Warriors.


Originalmente chamado de “Ronin Warriors”, o anime conta a história de cinco rapazes que receberam partes da armadura de um ser maligno chamado Scorpion, que havia tentado conquistar o mundo centenas de anos atrás. Um detalhe curioso é a tradução do nome dos protagonistas para o português, adaptações que ficaram completamente diferentes do original.


  • Episódios: 39
  • Status: concluído

5. Honey and Clover

 

 

Fugindo um pouco do estilo Shounen, Honey and Clover apresenta um mix de comédia e drama com uma história centrada em cinco amigos que estudam em uma escola de artes. A trama é recheada de temas cotidianos, como amizade, escolha profissional, amadurecimento e amor não correspondido.


Honey and Clover.


Honey and Clover apresenta cinco anos da vida desses personagens, mostrando vários aspectos de cada um deles durante esse tempo. Com traços bem característicos e uma história confusa em um primeiro momento, o anime se destaca por apresentar a vida como ela é: cheia de dilemas, questões e dúvidas para serem resolvidas.

  • Episódios: 24
  • Status: concluído

6. Planetes

A trama de Planetes acontece no ano de 2075, época em que as viagens espaciais se tornaram algo normal para o ser humano. O avanço tecnológico, entretanto, trouxe o problema do lixo espacial, e uma equipe foi montada exclusivamente para dar cabo desses detritos.


Planetes.


O destaque do anime é o convite para uma reflexão: seria esse o futuro da humanidade? Apesar da trama aparentemente “fraca”, a coleta do lixo espacial é apenas o “pano de fundo” para o desenvolvimento dos personagens envolvidos, em especial o protagonista Hachirota Hoshino.
  • Episódios: 26
  • Status: concluído

7. Toriko

 

 

Imagine um mundo fictício onde a comida é algo muito, mas muito importante para seus habitantes. Esse é o universo no qual Toriko, um anime cujo protagonista – que leva o mesmo nome da animação – está em busca dos alimentos mais raros que existem para fazer o “cardápio perfeito”.


Toriko.


Poderia ser piada se a história não fosse tão boa. Toriko é um Bishokuya, uma espécie de “caçador de comidas” em busca de ingredientes para fazer a refeição suprema. O foco na culinária é bastante evidente nas cenas em que algum alimento aparece. Nesses casos, a textura, o cheiro e até o sabor são destacados para passar tudo isso ao espectador.
  • Episódios: 147
  • Status: concluído

8. The Knight In the Area

 

 

Órfãos de Super Campeões têm grandes chances de gostar de The Knight In the Area, um anime que traz o futebol como principal ingrediente da trama. Com um foco um pouco mais realista – se é que podemos dizer isso –, a animação apresenta a história de Kakeru Aizawa, irmão mais novo do prodígio do futebol, Suguru Aizawa, que morre em um acidente de carro em que ambos estavam presentes.


The Knight In the Area.


Por causa do acidente, o coração de Suguru é transplantado para Kakeru, que volta a jogar futebol depois de ter passado por uma situação traumática no passado. O anime tem forte capacidade de agradar até mesmo aqueles que não gostam do esporte por causa de sua história envolvente e bonita.
  • Episódios: 37
  • Status: concluído

9. Highschool of the Dead

 


O apocalipse zumbi pode até estar meio batido, mas Highschool of the Dead consegue dar um tapa no gênero e apresentar conceitos bastante inusitados. A temática adulta é o que balanceia o anime, oferecendo uma combinação que agradou muitos daqueles que estavam enjoados de ver histórias sobre mortos-vivos.


Highschool of the Dead.


A trama começa em uma manhã convencional em que o protagonista Komuro Takashi está no telhado de seu colégio e observa o início de uma tragédia: nos portões da instituição, um homem suspeito é o responsável por infectar as pessoas, e logo todos por ali são transformados em zumbis. O destaque vai para a evolução da história, que passa a apresentar a destruição de códigos morais humanos e uma série de conflitos que provavelmente seriam reais nessa situação.
  • Episódios: 12
  • Status: concluído

10. Fullmetal Alchemist: Brotherhood

Fullmetal Alchemist provavelmente é conhecido por muitos que estão lendo essa seleção de animes. A história dos irmãos Elric não é novidade para quem é fãs das animações japonesas, mas a adaptação do mangá foi acometida por um mal comum a quase todas as séries: fillers. Porém, FMA recebeu uma cura, e seu nome é Brotherhood.

Fullmetal Alchemist: Brotherhood.


Fullmetal Alchemist: Brotherhood é uma produção que readaptou a animação para o ponto de vista do mangá, apresentando os acontecimentos de forma mais fiel à história e sem enrolação. A série dispensa apresentações, figurando como um dos animes obrigatórios para os fãs do gênero.
  • Episódios: 64
  • Status: concluído

E aí, o que achou dessa seleção? Sabemos que essa lista poderia facilmente se estender para centenas – se não milhares – de animes, mas separamos apenas uma pequena porção que agradou este redator. Gostariam de sugerir mais alguma animação japonesa interessante e que deveríamos assistir? Quem sabe a sua sugestão não possa compor uma segunda parte dessa lista.










Fonte(s)





Como não poderia deixar de ser, trazemos uma série que tem feito enorme sucesso entre os fãs da cultura japonesa (e que até já conseguiu um bom número de “seguidores” aqui na NZN). Trata-se de nada menos do que One-Punch Man, a história do herói mais forte do mundo.

O que é?

One-Punch Man é uma webcomic de ação e comédia criada pelo artista conhecido como ONE, em 2009. O mangá conta a história de Saitama, o humano mais forte do universo, em seu dia a dia como herói em uma versão do planeta Terra onde ataques, calamidades e monstros/mutantes/aliens determinados a destruir/dominar o mundo ou acabar com a raça humana são algo comum.

Acredite se quiser, este é nosso herói.

Saitama não segue sozinho em sua aventura, é claro. Diante de tantas ameaças, a Terra é protegida por uma Associação de heróis – alguns tão fortes quanto humanos normais, outros tão poderosos que mais fariam personagens dos quadrinhos ficarem com inveja –, que enfrentam todos os tipos de inimigos constantemente.

Mesmo com um dos piores traços já feitos por um mangaká na história (e nós não estamos brincando ao falar isso) e uma trama que tinha tudo para ser ridiculamente clichê, One-Punch Man acabou se mostrando um enorme sucesso. Em 2012, com quase 8 milhões de visualizações, o mangá recebeu uma nova versão, desenhada pelo artista Yuusuke Murata – que, precisamos admitir, deu o trato no visual que a série sempre mereceu.
Com isso, a série teve ainda mais repercussão, levando ao lançamento de um anime, ainda em 2015, que já tem 10 episódios disponíveis e é um sucesso absurdo no mundo otaku.
É claro que, a esse ponto, muita gente deve estar se perguntando como uma série dessas poderia se tornar um sucesso tão grande; e acima de tudo, se One-Punch Man é realmente tão interessante quanto tantas pessoas dizem. Para responder a isso, nós resolvemos trazer uma lista com alguns bons motivos para você dar uma chance a essa divertida série. Confira logo abaixo:

1- O dia a dia do homem mais poderoso do mundo

Você já imaginou como seria a vida de uma pessoa com poderes tão absurdos quanto os de um deus – tão forte que mesmo o mais forte dos adversários é incapaz de feri-lo, caindo à sua frente após um único golpe? Provavelmente pareceria um enorme tédio, convenhamos.
Em boa parte, essa é a sina de Saitama: todo o dia de nosso protagonista é uma luta contra o puro tédio. Ao mesmo tempo, quase tudo o que ele faz é simplesmente tão absurdo que transforma em um espetáculo uma tarefa trivial como matar um simples mosquito, por exemplo.

 
Pois é... Alguns adversários são difíceis demais de serem derrotados, mesmo para o homem mais forte do mundo.


O mais engraçado disso é que, apesar de ter toda essa força, One-Punch Man se esforça para fazer com que seja difícil acreditar que Saitama é um cara realmente poderoso. Assim, o mangá dá a ele uma aparência que o faz parecer ridículo frente aos outros heróis e vilões muito mais complexos em visual. Mas isso acontece apenas até a hora em que ele resolve “lutar a sério”, ficando tão estiloso quanto os protagonistas dos melhores shonens.
Agora, junte a isso o fato de que Saitama é quase tão inteligente quanto uma porta e com um pensamento tão rápido quanto o de uma preguiça. Como resultado, você tem cenas completamente ridículas em que, enquanto batalhas realmente épicas estão acontecendo à volta de nosso protagonista, ele está mais preocupado com o fato de estar perdendo a liquidação de verduras do mercado ou com um ninja que passou completamente pelado na frente de vários heróis (e não estou inventando nenhuma dessas situações, acredite).
Da mesma maneira que Saitama é um personagem impressionante por seus poderes e serve como uma piada ambulante para a trama, ele também traz um mistério enorme para a aventura: por que um “humano comum” como ele é praticamente invencível? E será que ele é mesmo mais forte do que absolutamente qualquer oponente que surgir em seu caminho? Só essas dúvidas são capazes de manter muita gente grudada a cada capítulo da aventura.

2- Os heróis

Enquanto o protagonista de One-Punch Man varia entre a seriedade de um shonen de porrada e a galhofa de um anime de comédia, a grande maioria dos outros heróis na história são muito mais próximos dos mocinhos dos mangás mais famosos.
Um dos melhores exemplos é o próprio Genos, o garoto-ciborgue que está entre os mais fortes heróis da Terra e se torna aprendiz de Saitama já no começo da aventura. Diferente de nosso protagonista, que parece vestir um pijama com luvas de borracha como seu traje de herói, Genos possui um visual mecânico incrivelmente detalhado e um estilo de luta que o fariam digno de ter um anime próprio.



Ele é só um exemplo disso tudo, é claro, visto que a Associação de Heróis possui dezenas de pessoas e com as mais variadas habilidades. O artista marcial Bang, as irmãs telecinéticas Tatsumaki e Blizzard e até mesmo o ninja assassino Sonic... Todos são personagens interessantes em visual, personalidade e poderes e têm seus próprios arcos e desenvolvimento de história. Acredite, até mesmo alguns heróis ridículos que você entenderia apenas como uma piada da trama vão ganhar seu respeito após poucos episódios.

3- As lutas

 

Se você é um fã de cenas de luta, não se preocupe: One-Punch Man tem isso de sobra, seja no mangá ou no anime. A atenção dada a esse aspecto da história é um dos pontos mais interessantes da aventura, de longe, com batalhas tão grandiosas que fariam Goku e os outros personagens de Dragon Ball Z ficarem envergonhados.
Como esse é um daqueles casos em que imagens valem mais do que palavras, reunimos alguns vídeos de batalhas interessantes logo abaixo:
Por outro lado, as brigas em que Saitama está presente acabam virando a galhofa mais absurda que você pode imaginar. Independente do poder do inimigo, o quanto ele diz ser forte ou o golpe especial usado por ele, você sabe exatamente como vai acabar: com um soco do protagonista.

4- Mais clichê impossível – e isso é ótimo

 

Sabe aquela história clássica de um supervilão dos quadrinhos criado após um acidente com aranha/escorpião/polvo/caranguejo/lagarto radioativo ou mesmo de um povo que vive no subterrâneo que resolveu dominar o povo da superfície? Pois é, prepare-se para ver muito disso.
Isso, aliás, não vale apenas para os vilões, mas também para os outros mocinhos: Genos é um ciborgue que está em busca de vingança após um robô ter matado toda a sua família; Bang é um lutador que alcançou o máximo das habilidades de batalha após décadas de treino; Samurai Atômico é o maior acúmulo de clichês de um samurai andarilho que você vai ver na sua vida. E por aí vai.
Obviamente, tantos clichês assim poderiam acabar com a chance de termos uma história divertida. Mas One-Punch Man consegue reverter esse quadro de maneira simples: colocando o cara de pau do Saitama em confronto constante com essas questões.
Não são poucas as vezes em que você vai ver nosso herói ficar frustrado porque o “chefão” daquele arco insiste em perder tempo contando toda uma história triste sobre seu passado ou uma justificativa para a matança que estiver ocorrendo. O mesmo vale para verdadeiras calamidades que pedem o esforço de todos os outros heróis, mas que acabam sendo resolvidas com pouquíssimo trabalho de Saitama.
Em resumo, One-Punch Man consegue, com maestria, colocar uma dezena de clichês em cada cena, mas sempre sabe quebrar as expectativas com uma piada bem colocada que você simplesmente não estava esperando.

5- No fim das contas, nada disso importa

 

O mais divertido de tudo em One-Punch Man, no entanto, não está em sua trama, nos personagens ou em qualquer surpresa reservada pelo mangá, mas sim em “como” essa história é contada.
Após ver alguns episódios (ou ler alguns capítulos) de One-Punch Man, é claro, um ciclo vai ficar bem claro: algum novo inimigo vai aparecer para destruir uma cidade, vários heróis vão até lá para tentar pará-lo e, eventualmente, Saitama vai surgir para acabar com tudo usando um golpe.
De fato, poucos mangás ou animes parecem tão diretos ou previsíveis como este. Mas isso simplesmente não importa para a aventura, no fim das contas. Afinal, o que vale realmente é ver todas as batalhas incríveis que ocorrem a cada episódio e as piadas que satirizam todas as histórias clássicas de super-heróis.


 

Vencendo os desafios com um único soco

 

Para quem se interessou pela série, é possível acompanhar todos os capítulos do anime – cuja primeira temporada, aliás, já está quase no fim – com lançamento simultâneo aqui no Brasil pelo Daisuki. Já os otakus que preferem dar uma chance à versão impressa dessa história vão precisar esperar um pouco: o mangá novo de One-Punch Man (que ainda está em desenvolvimento) foi anunciado recentemente pela Panini, mas ainda não tem previsão oficial de chegar ao país. Do contrário, a opção é ver a versão em japonês disponível neste link.
E quanto ao mangá original? Bem, se você tiver coragem e não se importar com o texto em japonês, é possível conferi-lo através do site oficial de ONE clicando aqui. Apenas não diga que nós não avisamos.











Fonte: Tecmundo
Tag :